quinta-feira, 12 de maio de 2011

Cristiane Marcenal clama por ajuda.

Amigos,

Vim mais uma vez pedir ajuda.

Desta vez além de ação preciso de oração. Muuuuuita.

Está se aproximando o dia 26 e embora a Joanna tenha morrido no dia 13 de agosto, pra nossa família ela se foi dia 26 de maio.

Nós nunca mais a vimos correr, sorrir, falar, brincar, me abraçar, cuidar dos “bebês” como ela dizia.

Está muito difícil, muuuito passar este mês.

Tenho chorado continuamente.

Sinto dores físicas de saudade.

E de indignação.

Porque o pai fez isso com ela?

Por que?

Raiva , ciúme, paixão não correspondida, inveja, isso justifica torturar a própria filha?

Submetê-la a tanto sofrimento a ponto de causar a morte?

Eu não entendo, nunca entenderei.
O que sei é que seu olhar continua sobre mim, seu cheiro ronda a minha vida e sua voz sussurra sua canções todos os dias no meu ouvido emocional.

Quando estaremos livres de tanta maldade humana?

A Justiça não se preocupa conosco. Apenas uns poucos sim. A Justiça olha só pra dentro de si.

Meu corpo está falhando. Minhas pernas não me obedecem mais , estou desmantelando.

Meus pacientes mal conseguem me ver sem chorar.

Tudo ao redor me lembra minha filha.

Os sons, o calor, o beijo, a gargalhada , a cambalhota, o passeio na loja , nada mais...NUNCA MAIS.

Deus tenha misericórdia de mim!

Me ajudem, eu imploro.

A ferida está aberta , sangrando, num esguicho forte que parece não ter fim. Eu não consigo ouvir pronunciar seu nome.

Arde!!

Queima.

Lacera e rasga com tanta profundidade que me destrói a alma.
Orem por mim.

Cristiane Marcenal


14 comentários:

  1. Cristiane, seus filhos precisam de você inteira. A Joanninha conta com você para cuidar dos irmãos que ela tanto amou e cuidou.
    A vida não é justa, para ninguém. Em muitos momentos somos vítimas de uma sociedade cruel, de uma doença grave ou até de intempéries causando mortes na família.
    É difícil superar tantas dores, mas temos força interior para isso, basta decisão e coragem.
    Busque suas forças, um dia de cada vez, faça com que a felicidade volte a sua vida.
    Nós, mulheres, temos uma incrível capacidade de superação.
    Um abraço forte e carinhoso.
    Evany

    ResponderExcluir
  2. Leio todo dia seu blog, desde que por acoso o descobri.....Oro por vc ....deuma olhada nesse url...bjos e muita luz p vc
    http://www.saudadeeadeus.com.br/dezessetefelipe.htm

    ResponderExcluir
  3. http://www.saudadeeadeus.com.br/dezessetefelipe.htm
    Espero que te ajude.....Sou mae e mesmo nao te conhecendo sofro com o q aconteceu c vc...espero q esse site t ajude

    ResponderExcluir
  4. Que Deus tenha piedade de ti e te ampare com as suas benditas mãos! Seja forte, tenha persistência, tudo isso passará! Ore a oração do Pai Nosso, entregue sua tristeza à Deus!

    ResponderExcluir
  5. Cristiane...
    Só DEUS, somente ELE, ninguém mais pode te aliviar desta dor que eu por mais que já tenha sofrido perdas em minha vida (Pai e Mãe) acredito não saber calcular.
    Oraremos sim, para que ELE na sua infinita misericórdia console o teu coração e te dê muita, mas muita força mesmo para suportar e prosseguir nesta luta tão nobre por JUSTIÇA!
    DEUS TE ABENÇOE!!!

    ResponderExcluir
  6. Cris,
    A Joanna vive dentro de você e ela vai te dar essa força tão necessária nesse momento.
    Nós, seus amigos, familiares e todas as pessoas de bem estamos ao seu lado.
    A ferida aberta em seu coração nenhum de nós é capaz de curar, mas podemos ser aquela pomadinha que ajuda na cicatrização com nosso apoio, nosso colo, nossos ouvidos e nossos braços para transmitir toda nossa solidariedade.
    Meu abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  7. Querida Cristiane, seja forte, estaremos sempre orando por você. Deus é bom, o amor é bom. A Joanna nao gostaria de te ver assim e agora ela está em paz, ao lado de Deus. Pense nos gêmeos, pense que v teve a alegria de conviver com a Joanna durante sua breve vidinha e pense em tudo que ela e o que as crianças nos ensinam com sua simplicidade. Não queira entender o que aconteceu. Ñós seres humanos normais nunca compreenderemos. Vs foram vítimas de um psicopata que não tem nenhuma consciência, nenhum remorso e que merece cadeia o amis rápido possível. Tenha força, vá outra vez na mídia! Por que pararam de falar?? Não deixe toda esta crueldade cair no esquecimento!Para isto v tem que se manter de pé! Firme!Só pense que ela está em paz agora... Um grande abraço fraterno, Taciana

    ResponderExcluir
  8. Cristiane sua dor é enorme, maior que você , rasga seu coração e sua mente não deixa de pensar na joaninha um só instante, porque você não consegue encontrar o motivo, alcançar a mente do outro, Como pode um pai fazer isso?Quem sabe, se vingar de você, Joaninha era um elo, era uma lembrança de uma mulher que se desvencilhou... Ele queria te fazer sofrer e acertou, a criança foi o instrumento de vingança, uma mártir. Minha querida mãezinha chore... lembre dela sinta a dor imensa que só você conhece a intensidade nimguém conseguirá sentir, vá cuidando dos bebês. Mesmo forte, mesmo te dilacerando a dor vai , já está se distanciando, você não percebe , é como a gente crescer ou envelhecer , sabemos que estamos crescendo ou envelhecendo mas não percebemos o fenômeno acontecer. Sua mente não consegue processar a perda, por causa da maneira cruel, torpe, sem motivo e como aconteceu, a covardia, a negligência, principalmente o fato do monstro ser o pai biológico. Realmente você sofre muito...muito e muito e não tem como não sofrer é brutal estarrecedor...Uma filha tão pequena e amada sair de sua casa por uma ordem judicial e ser torturada, por longo período e quando você consegue chegar até ela não pode fazer mais nada a não ser vê-la agonizar. Busque na fé os cuidados que precisa. Você é corojosa, lutadora, amorosa, mãe extremada... leve sua dor, recorra a ajuda psicológica com seus colegas médicos, lute. Você não está só.
    Um abraço,
    Fênix

    ResponderExcluir
  9. A justiça dos homens pode falhar mas a de Deus nao

    Cristiane ... força e fe em Deus vc nao esta so nessa luta

    Um grande abraço pra vc

    M Rosa

    ResponderExcluir
  10. João Paulo Ferreira de Assis15 de maio de 2011 14:57

    Não sei o que dizer, faça muitas orações. Peça a Deus para fazer justiça, já que a dos homens é falha. Saiba que a inocência da Joanna vai clamar por justiça no tribunal divino. E a justiça será feita. Lembre-se que só Jesus pode nos vingar [assim me disse um aluno evangélico certa vez quando eu revelei a ele os remoques que faziam comigo). E tive uma noite tranquila. Saiba que a justiça será feita. É só ter certeza, e CONFIAR. Vou citar-lhe um exemplo, desculpe se ele lhe parecer despropositado e inconveniente. Em 1977 a torcida do Cruzeiro festejou ruidosamente a perda do título brasileiro pelo Atlético Mineiro. E um torcedor abusado, feriu um galo, e não acabou de matá-lo. Saiu com o pobre animal sangrando para indignação dos torcedores atleticanos que viram ali um flagrante de maus tratos a animais. Pois bem o sangue daquele pequeno animal clamou por justiça junto a Deus. E o torcedor abusado, cujo sonho era ser professor, entrou na universidade no ano seguinte, mas teve o seu sonho obstado por uma professora que se tomou por ódio dele, sem saber do caso. Agora, se Deus fez justiça a uma simples ave, porque deixaria de fazer justiça para a Joanna?

    Saudações, João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  11. Cristiane, a justiça é assim, injusta. Todos sabem da única verdade: A SUA .
    A pequena Joanna já está ao lado de nosso Pai Maior. Ela está segura e vc ainda sofre continuamente. Acredite: O Brasil quer te ver feliz, respire um pouco, esqueça as mágoas só por hoje, dê-se este presente. Desejo a vc: RENOVAÇÃO.
    Pode crer, Deus fará a parte dele.

    ResponderExcluir
  12. Continuo acreditando na Justiça daqui mesmo, não nos resta outra alternativa...

    Temos que cobrar, incessantemente...

    Sempre falei desde o início de todo este sofrimento dos familiares e amigos da Dra. Cristiane e do Ricardo: eles irão pagar caro, TODOS!

    A vida deles já se tornou um inferno e é só o começo.

    A cada dia que acordarem não permitiremos que esqueçam o que fizeram, sempre estaremos a espreita cobrando Justiça!

    Jorge Schweitzer

    ResponderExcluir
  13. Sou estudante de psicologia, moro no interior de são paulo e somente hoje eu conheci o caso da Joana. Não sei como não ficamos sabemos antes, pois perguntei ao meu esposo e aos familiares, ninguém sabia. Enfim, só um comentário para que possamos fazer ações de divulgações.

    ABSURDO, chocada, desacreditada, arrepiada... não há palavras para explicar tal crueldade. Fico muito indignada principalmente com as falhas humanas que não poderiam ocorrer enquanto detentor do poder e da vida! Como se dá a guarda a um par sem ao menos fazer uma avaliação do ambiente?? Como se tira uma criança de uma mãe?? Que avaliação psicológica foi essa tão imediatista em inocentar agressões?? Que médicos são esses?? Que pessoas são essas que não se manifestam mediante tanta crueldade??? É o absurdo humano, na mais pura crueldade! Quem é mãe não se conforma, não imagina... a vida grita... grita por justiça!!!!

    ResponderExcluir